Perfil – DIR

Características

Os profissionais egressos do Curso de Direito deverão, cumprindo as finalidades e objetivos já descritos, obter as seguintes características:

  • responsabilidade ético-profissional na promoção dos interesses de seus constituintes,
  • consciência do papel relevante de sua plena e irremovível atuação em favor da validade do direito e dos instrumentos que lhe asseguram a eficácia universal tal como se expressam nos direitos fundamentais e nos direitos humanos,
  • capacidade de interpretação, de domínio de tecnologias e métodos, da terminologia jurídica, de adequada argumentação e persuasão, de compreensão e valorização dos fenômenos jurídicos e sociais,
  • postura reflexiva e de visão crítica que fomente a capacidade e a aptidão para uma aprendizagemautônoma e dinâmica,
  • capacidade de trabalhar em grupo e individualmente, bem como estar apto a se amoldar à s constantes alterações da dinâmica social, da conjuntura econômica e da atualidade jurídica,
  • espírito de liderança e de trabalho em equipes multidisciplinares, com consciência da necessidade de contínua atualização profissional e capacidade de resolver problemas concretos, modelando situações reais, levando em conta os aspectos humanísticos, sociais, éticos e ambientais,
  • dominío das rotinas ligadas à s atividades jurídicas de Direito público e privado e as suas realidades locais e regionais,
  • capacidade de produção crítica e uma visão atualizada dos problemas atrelados à  realidade nacional e de sua relação com o processo globalizado,
  • capacidade de análise e compreensão dos fatos sociais e culturais atinentes ao mundo fenomênico,
  • capacidade de desenvolver habilidades que lhe permitam aprender a compreender.

Competências / Habilidades

No plano das competências/habilidades, cada profissional egresso do Curso de Direito/IMMES deverá apresentar:

  • leitura, compreensão e elaboração de textos, atos e documentos jurídicos ou normativos, com a devida utilização das normas técnico-jurídicas,
  • interpretação e aplicação do Direito,
  • pesquisa e utilização da legislação, da jurisprudência, da doutrina e de outras fontes do Direito,
  • adequada atuação técnico-jurídica, em diferentes instâncias, administrativas ou judiciais, com a devida utilização de processos, atos e procedimentos,
  • correta utilização da terminologia jurídica ou da Ciência do Direito,
  • utilização de raciocínio jurídico, de argumentação, de persuasão e de reflexão crítica,
  • julgamento e tomada de decisões,
  • domínio de tecnologias e métodos para permanente compreensão e aplicação do Direito.