Perfil Direito

Características

Os profissionais egressos do Curso de Direito deverão, cumprindo as finalidades e objetivos já descritos, obter as seguintes características:

  • responsabilidade ético-profissional na promoção dos interesses de seus constituintes,
  • consciência do papel relevante de sua plena e irremovível atuação em favor da validade do direito e dos instrumentos que lhe asseguram a eficácia universal, tal como, se expressam nos direitos fundamentais e nos direitos humanos,
  • capacidade de interpretação, de domínio de tecnologias e métodos, da terminologia jurídica, de adequada argumentação e persuasão, de compreensão e valorização dos fenômenos jurídicos e sociais,
  • postura reflexiva e de visão crítica que fomente a capacidade e a aptidão para uma aprendizagem autônoma e dinâmica,
  • capacidade de trabalhar em grupo e individualmente, bem como estar apto a se amoldar às constantes alterações da dinâmica social, da conjuntura econômica e da atualidade jurídica,
  • espírito de liderança e de trabalho em equipes multidisciplinares, com consciência da necessidade de contínua atualização profissional e capacidade de resolver problemas concretos, modelando situações reais, levando em conta os aspectos humanísticos, sociais, éticos e ambientais,
  • domínio das rotinas ligadas as atividades jurídicas de Direito Público e Privado e as suas realidades locais e regionais,
  • capacidade de produção crítica e uma visão atualizada dos problemas atrelados à realidade nacional e de sua relação com o processo globalizado,
  • capacidade de análise e compreensão dos fatos sociais e culturais atinentes ao mundo fenomênico,

Competências / Habilidades

No plano das competências/habilidades, cada profissional egresso do Curso de Direito/IMMES deverá apresentar:

Habilidades de:

  1. a) equacionar problemas e buscar soluções harmônicas com demandas individuais e coletivas;
  2. b) identificar procedimentos judiciais e extrajudiciais e prevenir conflitos individuais e coletivos;
  3. c) interpretar e aplicar de forma criativa o Direito;
  4. d) elaborar soluções criativas para os problemas comuns aos protagonistas sociais, bem como àqueles que, muitas vezes, a legislação não oferece respostas;
  5. e) ler, compreender e elaborar textos, atos e documentos jurídicos ou normativos com a devida utilização das normas técnico-jurídicas;
  6. f) interpretar e aplicar o direito;
  7. g) pesquisar e utilizar a legislação, a jurisprudência, a doutrina e outras fontes do direito;
  8. h) utilizar corretamente a terminologia jurídica ou da ciência do direito;
  9. i) utilizar o raciocínio jurídico, a argumentação e a persuasão;
  10. j) ter flexibilidade e velocidade para conviver e atuar com as diversificadas situações de mudanças;
  11. l) dominar tecnologias e métodos para a permanente compreensão e aplicação do direito;
  12. m) trabalhar em equipe.

Competências para:

  1. a) uma conduta ética associada à responsabilidade social e profissional;
  2. b) a permanente formação humanística, técnico-jurídica e prática, indispensável à adequada compreensão interdisciplinar do fenômeno jurídico e das transformações sociais, em diferentes instâncias, administrativas ou judiciais;
  3. c) o compromisso com a interpretação inovadora do direito, que concretize as conquistas constitucionais da sociedade, em especial contribuindo para a efetivação dos direitos fundamentais, enfatizando as garantias constitucionais, e
  4. d) atuar nos vários ramos do direito, com capacidade de negociação, cooperação e vivência da solidariedade, representando uma tomada de atitude individual que se reflete na construção de uma sociedade mais justa e fraterna.